2007/01/18

Segredo?

Tive a felicidade de contar com a ajuda de Júlio Machado Vaz durante um conturbado período da minha vida. Sem que o querido Professor o soubesse, pelo menos directamente. Eram os tempos da Rádio Nova, o programa passava aos domingos de manhã, com repetição à noite. E era um fenómeno, pelo menos entre a malta universitária da cidade. Sei de apartamentos de estudantes, que não era o meu caso, onde não se ouvia uma mosca durante o programa.

Na altura não havia Internet, logo a comunicação fazia-se por carta ou, no caso daqueles mais avançados tecnologicamente, por fax. No meio de tantas e tão boas achegas às relações humanas, sobretudo às amorosas, que eram as que mais me interessavam, lá ganhei coragem e enviei um texto inflamado. Embora com o cuidado de fazer notar que as questões que colocava não tinham resposta, atirou-me com uma frase dos Beatles de que tanto gosta: “You stay around and it may show”. Acertou na mouche!

Muitos anos se passaram já, continuam a acontecer coisas novas com reconfortante frequência. Perguntei-lhe, então, qual seria o segredo. Continuo sem saber, se calhar sorte, se calhar bom senso, se calhar paciência, se calhar tenacidade, um conjunto disto tudo e sei lá bem do que mais. Se pode acabar? Com certeza que sim. A bem dizer, hoje, não estou nada preocupado com isso.

1 Comments:

At 11:49 da tarde, Blogger maria_arvore said...

Se nós acabamos, tudo acaba. Mas enquanto dura é tão bom. :))
O segredo não é como decorar a forma de resolver o cubo mágico porque a meu ver, esta é mesmo daquelas coisas cuja construção só se faz caso a caso. :)

 

Enviar um comentário

<< Home