2005/07/14

O beijo

Tocou-lhe levemente com os lábios. Sentiu-os colarem, após a ténue pressão inicial, talvez devido ao açúcar da sobremesa, ou simplesmente porque a separação fosse tão lenta e sentida. Ele molhou-os antes de nova investida, quase imperceptivelmente, num gesto erótico apenas pela forma dissimulada de passar a língua na zona sensível da pele. Tinha uns lábios cheios, embora sem parecerem demasiado grossos. Voltou a tocar nos dela, sentiu a sua inspiração. Gostava dos pequenos pormenores nas mulheres, na realidade venerava cada detalhe nelas. Apreciou como saboreava o beijo, reprimindo a ânsia denunciada pela respiração. Instintivamente, deslizou toda a sua boca lentamente sobre a dela, apenas alguns milímetros para cada lado, em movimentos alternados. Conhecia o efeito que provocava.

"Beijas como ninguém", recordava mentalmente as palavras, proferidas à laia de rebuçado, em jeito de last kiss goodbye, muitos anos antes. Fora, apesar da dor, um presente valioso que lhe deixara, desde então aprendera o poder deste dom que tinha. Os seus lábios especializaram-se, ao longo do tempo, em carícias de efeitos devastadores.

Sentiu a língua dela a invadir-lhe a boca. Ela estava fora de si, agarrou-lhe a cabeça com ambas as mãos e lambeu-lhe demoradamente aqueles lábios com sabor a cereja. Ele afastou-se ligeiramente e procurou com a ponta da sua língua a extremidade da dela. Ela correspondeu, primeiro com pequenos toques, depois com círculos contínuos, por fim voltando a invadir-lhe a boca, ele fechando-a sobre a sua língua, ela entrando e saindo como se imitasse a outra invasão apenas reservada aos homens. Então, num acesso de lucidez, afastou-se, compondo o cabelo. "Não era nada disto que eu queria!"

5 Comments:

At 8:26 da manhã, Blogger Helena said...

Há beijos que não se esquecem...
Há lábios que deixam saudades...
Hà cheiros que se entranham...
Momentos que gostariamos de ter sempre... mas a eternidade dura muito tempo, tempo demais para que seja possivel..........

bjs

 
At 12:32 da manhã, Blogger la femina said...

Acho que à medida que ia lendo, passo a passo, língua a língua, toque a toque... ia-me sentindo beijada.
;)

 
At 7:11 da tarde, Blogger Ness Xpress said...

Helena, a virtude é conseguir um dia sorrir ao rever as recordações ;-)

 
At 7:13 da tarde, Blogger Ness Xpress said...

Há momentos de inspiração, la femina!

 
At 6:48 da tarde, Blogger heidy said...

Senti o beijo ...e relembrei outro por breves momentos.

 

Enviar um comentário

<< Home